Como é que os Helicópteros Voam

O helicóptero é um tipo de aeronave de asas rotativas, propulsada por um ou mais rotores horizontais, que quando girados criam a sustentação necessária para o vôo. É chamada de aeronave de asas rotativas devido ao facto de as pás do rotor girarem em torno de um eixo, esta é a maior diferença das aeronaves de asas fixa (aviões).

Os helicópteros tem variadas vantagens em relação ás aeronaves de asa fixa, ou seja, as aeronaves de asas rotativas podem aterrar e descolar verticalmente, pairar, deslocar-se para a frente e para trás, deslocar-se mais rapidamente ou lentamente e inverter a trajectória. Estes atributos fazem dos helicópteros aeronaves extremamente manobráveis e ágeis, capazes de actuar em locais de espaço reduzido e em condições que as aeronaves de asa fixa não seria capazes de operar.

Mas nem tudo são vantagens em relação ás aeronaves de asa fixa, comparados com os aviões os helicópteros são muito mais complexos a nível de mecânica, mais caros na compra e na manutenção, operam a baixas velocidades, possuem pouca capacidade de carga e a sua autonomia é reduzida quando comparada com a autonomia dos aviões.

Princípio da sustentabilidade

A função das pás que que estão acopladas ao rotor principal é gerar uma força capaz de elevar e sustentar a aeronave. As pás do rotor principal de um helicóptero são projectadas para deflectir o ar no sentido descendente com grande eficiência. Esta deflexão do ar causada pelo girar das pás causa dois efeitos, que são uma reacção contrária e uma diferença de pressão.

A reacção contrária tem como princípio base a 3ª Lei de Newton (Lei da Acção-Reacção), que tem a seguinte definição:  Quando um corpo A (neste caso as pás) exerce uma força sobre um corpo B (neste caso o ar), simultaneamente o corpo B exerce uma força sobre o corpo A com uma intensidade e direcção igual, mas no sentido oposto.

A diferença de pressão baseia-se no princípio de Bernoulli, mas existem diversos factores que podem afectar a elevação produzida sob este princípio. O princípio de Bernoulli assenta na ideia que as pás ao girarem através do ar, se cria uma maior velocidade na parte superior da pá do que na parte inferior. Esta situação cria uma maior pressão na parte inferior da pá do que na parte superior. Esta diferença de pressão resulta numa força que tende a empurrar o corpo no sentido ascendente, o que causa a elevação.

Há vários factores que afectam a quantidade de força de sustentação que é criada. O primeiro factor importante é a velocidade, quando mais rápido a pá se move através do ar, maior é a quantidade de ar que é forçada a passar por baixo da pá, portanto a força de elevação criada é maior. Outro factor que influência a quantidade da força de sustentação é a densidade do ar, quanto maior for a densidade do ar maior é a força de elevação produzida, é por esse motivo que o helicópteros tendem  a melhorar as suas prestações no inverno, visto que o ar frio é mais denso que o ar quente. Por outro lado a forma\desenho da pá pode afectar a quantidade de força de elevação criada

O porquê de se usar um rotor de Cauda

Assim que o rotor principal começa a girar vai criar uma força descendente, mas vai também exercer uma força com uma determinada velocidade angular resultante da sua rotação, esta força vai fazer com que a aeronave tenha tendência a girar em torno do seu próprio eixo. Para evitar que esta situação aconteça foi adicionado um rotor de cauda.

O rotor de cauda não gira em torno de um eixo vertical, mas sim de um eixo horizontal, esta rotação cria uma força com direcção lateral, que contraria o movimento de rotação do rotor principal, mantendo assim a aeronave estável.


A pilotagem de um helicóptero requer grande experiência e  habilidade. O piloto necessita de efectuar correcções permanentes para que consiga manter a aeronave na posição desejada. O “simples” pairar da aeronave requer constantes ajustes, contrariando as acções das interferências naturais sobre a aeronave, como é o caso do vento, ou da densidade do ar.

Há vários factores que afectam a quantidade de força de sustentação que é criada. O primeiro factor importante é a velocidade, quando mais rápido a pá se move através do ar, maior é a quantidade de ar que é forçada a passar por baixo da pá, portanto a força de elevação criada é maior. Outro factor que influência a quantidade da força de sustentação é a densidade do ar, quanto maior for a densidade do ar maior é a força de elevação produzida, é por esse motivo que o helicópteros tendem a melhorar as suas prestações no inverno, visto que o ar frio é mais denso que o ar quente. Por outro lado a forma\desenho da pá pode afectar a quantidade de força de elevação criada.

O.Porquê.de.Tudo

Este é o meu novo Blog onde irei publicar algumas informações sobre coisas que realmente me intrigam. Muitas delas são factos científicos, outras tem explicações puramente Químicas e\ou Físicas.

Este vai passar a ser o espaço onde vou escrever sobre tudo e sobre nada, espero que algo do que eu possa escrever seja útil para quem o visitar.

Nuno Santos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...